top of page

Primavera de Marta - Mensagem do dia 15.11.2022



O mundo tem sido um imenso laboratório de possibilidades. Avanços e recuos são desafios diários.


Enquanto muita gente cuida de promover a luz e espalhar a solidariedade, outros se matricularam, livremente, nas organizações criminosas, onde dão campo aos seus instintos perversos e primitivos.


Heróis anônimos fazem da caridade motivo à confiança e estímulo para continuar acreditando na vida. Outros, optaram pela anarquia e pela sementeira de espinhos, disseminando a miséria e a dor.


Escritores lançam obras que libertam o leitor da ignorância e fazem pensar. Alguns preferiram ser vassalos da literatura pessimista e degradada, insuflando nos olhos de quem os lê amargura e derrota.

E em diversos campos e setores da convivência diária, temos motivos diversos para rir ou chorar, acreditar ou tudo lamentar, avançar ou estacionar, já que o recuo na evolução é opção inexistente.


E muitos afirmam, como se catedráticos fossem do Armageddon, que estamos no limiar de uma grande destruição planetária. Os sinais denunciam o fim. A história se encaminha para seu posfácio.


O "the end" está ali, logo depois da esquina.

Olvidam que a natureza está, todos os instantes, ofertando exemplos de renovação, se valendo das revoluções periódicas.


Pise uma flor e suas sementes, enterradas no solo, farão novo jardim.


A tempestade indomável chega, tudo destrói à sua volta e, amainando, permite que a calmaria se instale, aproveitando lama como nutriente e aguaceiros como compostagem.


Insurreições populares fazem o povo pensar, amadurecendo paulatinamente os indivíduos para um novo tempo.


Discussões filosóficas apontam caminhos de renovação e libertação.


A crise, seja de que espécie for, desestrutura uma plataforma e promove a instalação de outra, que se edifica vagarosa ou rapidamente, no seio das culturas atingidas.


Ninguém avança sem renovar-se.

Mudanças exigem novos paradigmas.

Alterações impõem novo modelo de pensar e agir.


A cristalização sufoca a evolução, algema o ser na rotina e impede que se vejam os dilatados horizontes além daquele enxergado.


Hoje, dois mil anos depois da passagem de Jesus entre os homens, temos uma melhor visão do impacto de Sua mensagem na sociedade da época.


Valorização da mulher num tempo em que ela sequer era gente, tratada como coisa, equivalente ao gado.


Diálogo com pessoas tidas como de vida indigna, e com elas teceu lições de profunda sabedoria.


Abrandamento da justiça implacável, que negava o perdão e apenas via culpados em toda parte, imprimindo o selo da misericórdia nas condutas e alterando a forma de julgamento então vigente.


Ele saiu do concreto e fez as mentes que O cercavam perceberem o abstrato.

Onde se aguardava D'Ele um longo discurso, Ele se fez silêncio eloquente. E onde todos imaginavam que não diria coisa alguma, Ele se fez liderança natural, conclamando todos ao cultivo do amor.


Quebrou estruturas arcaicas.

Implodiu o edifício onde a hipocrisia fazia quartel.


Vidas se fizeram renovar ao Seu toque.

Libertou milhares do passado escravizante, apontando o porvir de infinitas possibilidades.


Diluiu a culpa, a substituindo por maturidade nas consciências e responsabilidade nas atitudes diante de si e do próximo.


Fendeu a história.

Economista extraordinário, fez da esperança seu padrão monetário.

Médico sublime, reabilitou alguns corpos, mas curou muitas almas.


Padeiro Celeste, distribuiu entre os famintos o pão espiritual da emancipação dos grilhões íntimos.


Educador por excelência, contou parábolas altamente educativas.


Político hábil, transitou entre muitas correntes ideológicas sem ambicionar os lauréis terrestres.


Jurista, fez da praça pública cenário da advocacia gratuita em favor de uma mulher supostamente flagrada em adultério, a quem libertou do apedrejamento infame.

Pastor inesquecível, conduziu ovelhas perdidas para o abrigo seguro, longe de alcatéias famintas.


E de braços abertos, acolheu de um equivocado o pedido de ingresso no reino dos céus.


Jesus é um homem admirável. Único. Diferente de todos os outros.

Não estás no mundo para pagar. A escola terrestre ainda não foi privatizada.


Aqui te encontras para evoluir e aprender, reciclar e renovar-se no rumo de tua própria plenitude.


Elege-O, desde hoje, teu modelo e guia. E observa as cruzes e crises do mundo alavancas de um novo tempo, onde a barbárie cederá espaço à fraternidade, o egoísmo terá enfisema pulmonar, permitindo a instalação da solidariedade pura, a verdade brilhará sobre a mentira e a crença será substituída pelo saber.


És coadjuvante desse novo tempo.

Aceitas o convite ou ainda aguardas que os quatro cavaleiros do apocalipse venham fazer em teu lugar o que te cabe no mundo?


Momentos de decisão.

Podes escolher estar com Ele ou indiferente a Ele, mas não podes ser contra Ele.


Seria muito desperdício de tua parte.

Pensa nisto.


Marta

Salvador, 15.11.2022

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page